segunda-feira, 23 de abril de 2012

Poucos conseguem!

Eu li em um BLOG que são poucos os obesos que emagrecem e conseguem manter!
E isso é uma dura realidade.
Por isso que as vezes a cirurgia é a melhor opção!




Apenas de 1% a 2% dos obesos com o mesmo quadro de Sílvia Bonini Regiani conseguiriam o resultado que ela alcançou com base em exercícios e dieta, afirma José Carlos Pareja, especialista em cirurgia da obesidade e professor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Ele ressalta que os organismos reagem de formas diferentes devido a fatores como tendência genética, presença de doenças e uso de medicamentos.
"Tenho um paciente parecido com ela perdeu 80 quilos em dois anos e consegue manter a perda. Mas, de acordo com a literatura médica, é uma minoria que consegue emagrecer sem cirurgia e manter o peso", afirma.
O Brasil é o segundo país que mais realiza cirurgias bariátricas no mundo, atrás dos Estados Unidos. Nos EUA, foram feitos 170 mil procedimentos no ano passado. Aqui, estima-se que sejam feitas de 23 mil a 25 mil cirurgias por ano.
Segundo Pareja, há, nos EUA, 8 milhões de pessoas para as quais a cirurgia seria indicada. No Brasil, seriam 3 milhões. A cirurgia é recomendada a pessoas com IMC acima de 40, ou que tenham um IMC superior a 35 e sofram de hipertensão, diabetes ou doença pulmonar.
"Quando o doente é superobeso, jovem e está bem, pode-se fazer a cirurgia imediatamente. Há uma série de exames que devem ser feitos no pré-operatório para saber quais podem ou não ser operados", diz Pareja.